Sorry for interrupting, this website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Learn more
Accept and close

Description

Description

"A categoria de molhos e temperos/ condimentos está presente hoje em 97% dos lares brasileiros, o que representa uma grande oportunidade para a indústria aumentar a frequência de consumo de alguns produtos. Além disso, também existe a oportunidade de gerar experimentação e futuramente, adoção de novos produtos aos quais os consumidores não têm tanta proximidade. Seguindo novas tendências de alimentação, hoje os consumidores se mostram mais abertos às novas comidas e ingredientes, e por isso o trabalho da indústria de introduzir novos molhos e temperos ao repertório dos consumidores fica mais fácil."

Naira Sato, Analista Sênior do Setor de Alimentação

Neste relatório, vamos responder às seguintes questões fundamentais

  • Homens têm potencial para ir mais além do churrasco e consumir novos temperos e molhos?
  • Molhos podem atuar como aliados das mães, equilibrando benefícios atraentes para mães e
    filhos?

  • A educação gera oportunidades para aumentar o repertório dos heavy users brasilienses?

  • Propostas custo benefício atraem as classes baixas para a categoria?

  • Vinagres têm alta penetração, volume e frequência de consumo, mas existe possibilidade
    de diversificar a categoria para aumentar o consumo?

What's included

What's included

Table of contents

Table of contents

  1. Introdução

      • Definição
        • Abreviações
        • Resumo Executivo

            • O mercado
              • Figura 1: Tamanho do mercado de varejo de molhos, volume, 2006-11
              • Figura 2: Tamanho do mercado de varejo de molhos, por segmento, volume, 2006-11
              • Figura 3: Tamanho do mercado de varejo de molhos, valor, 2006-11
            • Figura 4: Tamanho do mercado de varejo de molhos, por segmento, valor, 2006-11
              • Figura 4: Tamanho do mercado de varejo de molhos, por segmento, valor, 2006-11
            • Previsão
              • Figura 5: Previsão de volume do mercado de molhos, 2007-17
              • Figura 6: Previsão de volume do mercado, pelo segmento maionese, 2007-17
            • Figura 7: Previsão de volume do mercado, pelo segmento ketchup, 2007-17
              • Figura 7: Previsão de volume do mercado, pelo segmento ketchup, 2007-17
              • Figura 8: Previsão de volume do mercado, pelo segmento mostarda, 2007-17
              • Figura 9: Previsão de volume do mercado, pelo segmento molho para salada, 2007-17
              • Figura 10: Previsão de valor do mercado, 2007-17
            • Figura 11: Previsão de valor do mercado, pelo segmento maionese, 2007-17
              • Figura 11: Previsão de valor do mercado, pelo segmento maionese, 2007-17
              • Figura 12: Previsão de valor do mercado, pelo segmento ketchup, 2007-17
              • Figura 13: Previsão de valor do mercado, pelo segmento mostarda, 2007-17
              • Figura 14: Previsão de valor do mercado, pelo segmento molho para salada, 2007-17
            • Empresas
              • Figura 15: Participação no volume de vendas de molhos por empresa, 2010-11
              • Figura 16: Participação no valor de vendas de molhos por empresa, 2010-11
            • Figura 17: Participação no volume de vendas de maionese por empresa, 2010-11
              • Figura 17: Participação no volume de vendas de maionese por empresa, 2010-11
              • Figura 18: Participação no valor de vendas de maionese por empresa, 2010-11
              • Figura 19: Participação no volume de vendas de mostarda por empresa, 2010-11
            • Figura 20: Participação no valor de vendas de mostarda por empresa, 2010-11
              • Figura 20: Participação no valor de vendas de mostarda por empresa, 2010-11
              • Figura 21: Participação no volume de vendas de molhos para salada por empresa, 2010-11
              • Figura 22: Participação no valor de vendas de molhos para salada por empresa, 2010-11
            • Figura 23: Participação no volume de vendas de ketchup por empresa, 2010-11
              • Figura 23: Participação no volume de vendas de ketchup por empresa, 2010-11
              • Figura 24: Participação no valor de vendas de ketchup por empresa, 2010-11
            • Tópicos do relatório
              • Homens têm potencial para ir mais além do churrasco e consumir novos temperos e molhos
                • Figura 25: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela demografia, novembro 2012
              • Propostas custo benefício atraem as classes baixas para a categoria
                • Figura 26: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
              • Molhos podem atuar como aliados das mães, equilibrando benefícios atraentes para mães e filhos
                • Figura 27: Atitudes em relação a molhos e condimentos /temperos, por idade dos filhos no domicílio, novembro 2012
              • A educação gera oportunidades para aumentar o repertório dos heavy users brasilienses
                • Figura 28: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, por cidade, novembro 2012
              • Com alta penetração e versatilidade, os vinagres têm potencial para se diversificar
                • Figura 29: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência de consumo, novembro 2012
              • O que pensamos
              • Homens Têm Potencial Para ir Mais Além do Churrasco e Consumir Novos Temperos e Molhos

                • Tópicos centrais
                  • Churrasco é um território masculino, porém há poucos produtos direcionados a esse público
                    • Figura 30: Atitudes em relação às atividades de lazer realizadas regularmente, por gênero, novembro 2012
                  • Figura 31: Frequência de consumo de molhos e condimentos/ temperos, qualquer consumo, pela demografia, novembro 2012
                    • Figura 31: Frequência de consumo de molhos e condimentos/ temperos, qualquer consumo, pela demografia, novembro 2012
                  • Pimentas são o tempero preferido dos homens e podem ser mais exploradas em outros produtos
                    • Figura 32: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                  • A figura de chefs homens famosos pode incentivar consumidores do sexo masculino a cozinhar mais
                    • Figura 33: Hábitos de comer, por gênero, novembro 2012
                      • Figura 33: Hábitos de comer, por gênero, novembro 2012
                    • Direcionar o uso pode ajudar a aumentar o consumo dos homens
                      • Figura 34: Atitudes em relação a molhos e condimentos /temperos, pela demografia, novembro 2012
                    • Homens sofrem de hipertensão e temperos podem ser ótimos substitutos de sabor ao sal
                      • Figura 35: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                    • O que isso significa
                    • Propostas Custo Benefício Atraem as Classes Baixas Para a Categoria

                      • Tópicos centrais
                        • Com alta penetração, existe oportunidade para aumentar o consumo médio e a frequência de compra de molhos e temperos
                          • Figura 36: Consumo alimentar médio per capita de arroz, feijão e leite integral, por classes de rendimento total e variação patrimonial familiar per capita, segundo os alimentos, Brasil, 2008-09
                          • Figura 37: Consumo alimentar médio per capita de molhos e condimentos, por classes de rendimento total e variação patrimonial familiar per capita, segundo os alimentos, Brasil, 2008-09
                          • Figura 38: Preço dos mercados de arroz, leite e molhos, em R$ por L/kg, Brasil, 2011
                        • Figura 39: Frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, pela demografia, novembro 2012
                          • Figura 39: Frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, pela demografia, novembro 2012
                        • Figura 40: Frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, pela demografia, novembro 2012
                          • Figura 40: Frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, pela demografia, novembro 2012
                        • Molhos e temperos podem ser aliados na economia da compra de alimentos
                          • Figura 41: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                        • Qualidade não é o atributo mais relevante na categoria para consumidores de baixa renda
                          • Figura 42: Locais onde comprou molhos e condimentos /temperos, pela demografia, novembro 2012
                        • Figura 43: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                          • Figura 43: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                        • O que isso significa
                        • Molhos Podem Atuar Como Aliados das Mães, Equilibrando Benefícios Atraentes Para Mães e Filhos

                          • Tópicos centrais
                            • Mães de filhos mais novos têm maior preocupação com alimentos naturais
                              • Figura 44: Atitudes em relação a molhos e condimentos /temperos, por idade dos filhos no domicílio, novembro 2012
                            • Figura 45: Hábitos de comer, por idade do filho no domicílio, novembro 2012
                              • Figura 45: Hábitos de comer, por idade do filho no domicílio, novembro 2012
                            • Figura 46: Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos, por idade dos filhos, novembro 2012
                              • Figura 46: Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos, por idade dos filhos, novembro 2012
                            • Molhos e temperos/condimentos podem ser aliados na busca pela alimentação saudável dos filhos
                              • Figura 47: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, por filhos no domicílio, novembro 2012
                            • Figura 48: Posicionamentos saudáveis em lançamentos de molhos e temperos/condimentos no Brasil e nos EUA, janeiro-dezembro 2012
                              • Figura 48: Posicionamentos saudáveis em lançamentos de molhos e temperos/condimentos no Brasil e nos EUA, janeiro-dezembro 2012
                            • Personagens ajudam a equilibrar o conceito de saudabilidade
                              • O que isso significa
                              • A Educação Gera Oportunidades Para Aumentar o Repertório dos Heavy Users Brasilienses

                                • Tópicos centrais
                                  • Brasilienses consomem muito temperos, mas usam mais os tradicionais
                                    • Figura 49: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, por cidade, novembro 2012
                                  • Figura 50: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, por cidade, novembro 2012
                                    • Figura 50: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, por cidade, novembro 2012
                                  • É possível mudar um hábito por meio de produtos conhecidos, mas com um toque diferencial
                                    • Figura 51: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, por cidade, novembro 2012
                                  • Figura 52: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, por cidade, novembro 2012
                                    • Figura 52: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, por cidade, novembro 2012
                                  • Tamanhos pequenos e variantes premium podem ajudar a estimular o consumo dos brasilienses
                                    • Figura 53: Atitudes em relação a molhos e condimentos /temperos, por cidade, novembro 2012
                                  • Figura 54: Atitudes em relação a molhos e condimentos /temperos, por cidade, novembro 2012
                                    • Figura 54: Atitudes em relação a molhos e condimentos /temperos, por cidade, novembro 2012
                                  • O que isso significa
                                  • Com Alta Penetração e Versatilidade, os Vinagres têm Potencial para se Diversificar

                                    • Tópicos centrais
                                      • Vinagres têm alta penetração, alta frequência de consumo e alto volume consumido
                                        • Figura 55: Consumo alimentar médio per capita e percentual de consumo fora do domicílio em relação ao total consumido, por sexo, segundo os alimentos - Brasil - período 2008-09
                                        • Figura 56: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, novembro 2012
                                      • Figura 57: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência de consumo, novembro 2012
                                        • Figura 57: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência de consumo, novembro 2012
                                      • Consumo de saladas e comidas étnicas pode impulsionar diversificação de vinagres
                                        • Figura 58: Lançamentos de vinagres na categoria de molhos e temperos/condimentos, por país, 2009-12
                                      • Figura 59: Lançamentos de vinagres & molhos para salada na categoria de molhos e temperos/condimentos no Brasil, por sabor, 2012
                                        • Figura 59: Lançamentos de vinagres & molhos para salada na categoria de molhos e temperos/condimentos no Brasil, por sabor, 2012
                                      • Vinagres podem aproveitar alta penetração em classes altas e desenvolver mercado de produtos premium
                                        • Figura 60: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, por classe social, novembro 2012
                                      • O que isso significa
                                      • Apêndice – O Mercado

                                          • Figura 61: Valor e volume de vendas de molhos no Brasil, 2007-17
                                          • Figura 62: Valor e volume de vendas de maionese no Brasil, 2007-17
                                          • Figura 63: Valor e volume de vendas de ketchup no Brasil, 2007-17
                                          • Figura 64: Valor e volume de vendas de mostarda no Brasil, 2007-17
                                        • Figura 65: Valor e volume de vendas de molhos para salada no Brasil, 2007-17
                                          • Figura 65: Valor e volume de vendas de molhos para salada no Brasil, 2007-17
                                          • Figura 66: Valor de vendas de molhos no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 67: Volume de vendas de molhos no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 68: Valor de vendas de maionese no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                        • Figura 69: Volume de vendas de maionese no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 69: Volume de vendas de maionese no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 70: Valor de vendas de ketchup no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 71: Volume de vendas de ketchup no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 72: Valor de vendas de mostarda no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                        • Figura 73: Volume de vendas de mostarda no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 73: Volume de vendas de mostarda no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 74: Valor de vendas de molho para saladas no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 75: Volume de vendas de molho para saladas no Brasil, previsão e melhor e pior cenário, 2012-17
                                          • Figura 76: Volume de vendas de molhos no Brasil, por segmento, 2006-11
                                        • Figura 77: Valor de vendas de molhos no Brasil, por segmento, 2006-11
                                          • Figura 77: Valor de vendas de molhos no Brasil, por segmento, 2006-11
                                          • Figura 78: Participação no volume de vendas de molhos por empresa, 2010-11
                                          • Figura 80: Participação no volume de vendas de maionese por empresa, 2010-11
                                        • Figura 81: Participação no valor de vendas de maionese por empresa, 2010-11
                                          • Figura 81: Participação no valor de vendas de maionese por empresa, 2010-11
                                          • Figura 82: Participação no volume de vendas de ketchup por empresa, 2010-11
                                          • Figura 83: Participação no valor de vendas de ketchup por empresa, 2010-11
                                          • Figura 84: Participação no volume de vendas de mostarda por empresa, 2010-11
                                        • Figura 85: Participação no valor de vendas de mostarda por empresa, 2010-11
                                          • Figura 85: Participação no valor de vendas de mostarda por empresa, 2010-11
                                          • Figura 86: Participação no volume de vendas de molho para saladas por empresa, 2010-11
                                          • Figura 87: Participação no valor de vendas de molho para saladas por empresa, 2010-11
                                      • Apêndice – Dados do Consumidor

                                        • Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos
                                          • Figura 88: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 89: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                        • Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos
                                          • Figura 90: Locais onde comprou molhos e condimentos /temperos, novembro 2012
                                          • Figura 91: Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, novembro 2012
                                        • Figura 92: Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 92: Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 93: Locais onde comprou molhos e condimentos /temperos, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, novembro 2012
                                        • Figura 94: Locais onde comprou molhos e condimentos /temperos, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 94: Locais onde comprou molhos e condimentos /temperos, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                        • Tipos de molhos e condimentos/temperos usados
                                          • Figura 95: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, novembro 2012
                                          • Figura 96: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, novembro 2012
                                        • Figura 97: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 97: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 98: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                        • Figura 99: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 99: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pela frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 100: Tipos de molhos e condimentos/ temperos usados, pelos locais onde comprou molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                        • Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos
                                          • Figura 101: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, novembro 2012
                                          • Figura 102: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, por molhos/condimentos/especiarias utilizadas, novembro 2012
                                        • Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos
                                          • Figura 103: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 104: Frequência no consumo de molhos e condimentos/ temperos, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 105: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                        • Figura 106: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 106: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 107: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                        • Figura 108: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 108: Frequência no consumo de molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                        • Locais onde comprou molhos e condimentos/temperos
                                          • Figura 109: Locais onde comprou molhos e condimentos /temperos, pela demografia, novembro 2012
                                        • Tipos de molhos e condimentos/temperos usados
                                          • Figura 110: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 111: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 112: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                                        • Figura 113: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 113: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 114: Tipos de molhos e condimentos/temperos usados, pela demografia, novembro 2012
                                        • Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos
                                          • Figura 115: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                          • Figura 116: Atitudes em relação a molhos e condimentos/temperos, pela demografia, novembro 2012
                                        • Hábitos de consumo da Nova Classe Média Brasileira
                                          • Figura 117: Atitudes em relação às atividades de lazer realizadas, pela demografia, novembro 2012
                                        • Estilo de vida conveniente
                                          • Figura 118: Hábitos de comer, pela demografia, novembro 2012
                                      • Apêndice – Dados do GNPD

                                          • Figura 119: Novos lançamentos de molhos e temperos/condimentos, no Brasil, por posicionamento, janeiro 2009-dezembro 2012
                                          • Figura 120: Novos lançamentos de molhos e temperos/condimentos, nos EUA, por posicionamento, janeiro 2009-dezembro 2012
                                          • Figura 121: Lançamentos de vinagres, na categoria de molhos e temperos/condimentos, por país, janeiro 2009- dezembro 2012
                                          • Figura 122: Lançamentos de vinagres e molhos para salada, no Brasil, por sabor, janeiro 2009-dezembro 2012

                                      About the report

                                      This report will give you a complete 360-degree view of your market. Not only is it rooted in robust proprietary and high-quality third-party data, but our industry experts put that data into context and you’ll quickly understand:

                                      • The Consumer

                                        What They Want. Why They Want It.

                                      • The Competitors

                                        Who’s Winning. How To Stay Ahead.

                                      • The Market

                                        Size, Segments, Shares And Forecasts: How It All Adds Up.

                                      • The Innovations

                                        New Ideas. New Products. New Potential.

                                      • The Opportunities

                                        Where The White Space Is. How To Make It Yours.

                                      • The Trends

                                        What’s Shaping Demand – Today And Tomorrow.

                                      Please Note: This is a sample report. All of the figures, graphs, and tables have been redacted.

                                      Trusted by companies. Big and small.

                                      • bell
                                      • boots
                                      • google
                                      • samsung
                                      • allianz
                                      • kelloggs
                                      • walgreens
                                      • redbull
                                      • unilever
                                      • Harvard
                                      • pinterest
                                      • new-york-time