Sorry for interrupting, this website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Learn more
Accept and close

Description

Description

“Para continuar com o crescimento visto nos últimos 5 anos, o mercado de salgadinhos terá que se adaptar a uma série de mudanças que estão ocorrendo no Brasil. A classe média em crescimento no país continuará a apresentar oportunidades de aumento da frequência de consumo e de introdução de novos produtos Premium no mercado, além disso as altas taxas de obesidade irão provocar o incentivo de ações governamentais, as quais as marcas deverão se antecipar e ter portfólios desenvolvidos com uma maior linha de alternativas saudáveis.

Mudanças no varejo, como o destaque de lojas menores, impactarão em estratégias direcionadas para um maior número de compras por impulso, e uma maior ênfase em preocupações éticas e ambientais, vindas dos consumidores e do governo, farão com que a responsabilidade social corporativa futuramente incorpore esforços sustentáveis como parte central do desenvolvimento de um produto”.

- Sato, Naira - Analista Sênior do Setor de Alimentação

Algumas das perguntas respondidas no relatório foram:

  • Quais são as melhores estratégias de produto para atrair a classe média em crescimento no país?
  • Como o desenvolvimento de salgadinhos saudáveis pode ser o caminho para inovações de produto aos consumidores mais velhos?
  • Como as marcas de salgadinhos podem usar a estrutura dos canais de varejo em seu favor?
  • Como os salgadinhos saudáveis podem atingir seu potencial?
  • Quais ações de responsabilidade social corporativa são mais impactantes entre os consumidores brasileiros e quais ações podem ser implementadas na categoria de salgadinhos?

What's included

What's included

Table of contents

Table of contents

  1. Introdução

      • Estrutura do estudo
        • Definição e abrangência de Mercado
          • Metodologia do Estudo
          • Resumo Executivo

            • O Mercado
              • Figura 1: Tamanho do Mercado – volume e valor, 2006-11
            • Market share
              • Figura 2: Participação no volume de vendas de salgadinhos para aperitivo por empresa, em (000)
              • Figura 3: Participação no valor de vendas de salgadinhos para aperitivo por empresa, em milhões de reais (BRL), 2009-10 (continuação)
            • O futuro
              • Figura 4: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas, 2006-15
            • Temas impactantes
              • Acelera a influência da classe C
                • Figura 5: Compras de salgadinhos por classe social, Agosto de 2011
              • A inovação é o motor do crescimento do mercado, mas as oportunidades permanecem
                • Figura 6: Frequência de consumo de salgadinhos no ano passado, Agosto de 2011
              • O ambiente varejista está se adaptando às mudanças nas necessidades dos consumidores
                • Figura 7: Local de compra de salgadinhos (por classe social/econômica), Agosto 2011
              • Salgadinhos saudáveis ainda não estão atingindo o ponto certo
                • Figura 8: Novos produtos com menos/livre de gordura e sódio no brasil, 2008-10
              • Responsabilidade Social Corporativa impulsiona o crescimento das categorias
                • Figura 9: Lançamentos com embalagens ecológicas, 2008-10
            • Acelera a Influência da Classe C

              • Questões analisadas
                • Consumidores da classe C impulsionam crescimento do Mercado
                  • Figura 10: Volume e valor total do mercado de salgadinhos para aperitivo, 2006-11
                • Figura 11: Compras de salgadinhos, por classe social, Agosto de 2011
                  • Figura 11: Compras de salgadinhos, por classe social, Agosto de 2011
                • Consumidores C estão migrando dos salgadinhos extrusados para variedades Premium
                  • Figura 12: Preço por grama de salgadinho por tipo, em reais, 2010
                • Figura 13: Faturamento e variação anual por segmento, 2009-10
                  • Figura 13: Faturamento e variação anual por segmento, 2009-10
                • Classes C1 e C2 têm atitudes diferentes em relação aos salgadinhos
                  • Figura 14: Atitudes do consumidor ao comprar salgadinhos, por classe social, Agosto de 2011
                • Poucas linhas Premium oferecem benefícios diferenciados
                  • O que isto significa?
                  • A Inovação Desempenhará um Papel Importante no Futuro do Mercado

                    • Questões analisadas
                      • Inovações podem aumentar a clientela
                        • Figura 15: Frequência de consumo de salgadinhos no ano passado, Agosto de 2011
                      • A baixa penetração entre consumidores mais velhos pode ser melhorada
                        • Figura 16: Consumidores que compram salgadinhos saudáveis, por idade, Agosto de 2011
                      • Figura 17: Porcentagem de consumidores que concordam com as seguintes informações, Agosto de 2011
                        • Figura 17: Porcentagem de consumidores que concordam com as seguintes informações, Agosto de 2011
                      • Salgadinhos saudáveis podem atrair consumidores de meia idade
                        • Figura 18: Consumidores que geralmente consomem amendoins ou outras nozes, por porcentagem e faixa etária, Agosto de 2011
                      • Falta de inovação nas marcas próprias limita a expansão da categoria
                        • Figura 19: Lançamentos de marca própria por categoria, 2008-10
                      • Figura 20: Lançamentos de marcas e marcas privadas, 2008-10
                        • Figura 20: Lançamentos de marcas e marcas privadas, 2008-10
                      • Aumentar a frequência de consumo potencializando o interesse dos consumidores em novos sabores
                        • Figura 21: Lançamentos de marca própria, porcentagem por segmento, 2008-10
                          • Figura 21: Lançamentos de marca própria, porcentagem por segmento, 2008-10
                        • Edições Limitadas e suporte promocional podem reter os consumidores menos assíduos
                          • O que isto significa?
                          • O Ambiente Varejista Está Se Adaptando às mudanças nas Necessidades dos Consumidores

                            • Questões analisadas
                              • Menores formatos de varejo tornam-se mais atraentes
                                • Figura 22: Local de compra de salgadinhos, por classe socioeconômica, Agosto de 2011
                              • A popularidade das compras ‘on-the-go’ transforma o ponto de vendas varejista
                                • Figura 23: Tipos de salgadinhos consumidos em movimento, Agosto de 2011
                              • As diferenças no consumo entre regiões estão diminuindo, apesar do ambiente de varejo diferenciado
                                • Figura 24: Frequência no consumo de salgadinhos, lojas independentes, Agosto de 2011
                              • Figura 25: Frequência no consumo de salgadinhos, por região, Agosto de 2011
                                • Figura 25: Frequência no consumo de salgadinhos, por região, Agosto de 2011
                              • Figura 26: Aquisição per capita anual de salgadinhos (Volume em quilos), 2002-09
                                • Figura 26: Aquisição per capita anual de salgadinhos (Volume em quilos), 2002-09
                              • O que isto significa?
                              • Salgadinhos Saudáveis Ainda não Atingiram Seu Potencial

                                • Questões analisadas
                                  • Salgadinhos saudáveis não estão conseguindo atender a demanda
                                    • Figura 27: Nível de obesidade e sobrepeso na população adulta, por gênero, 2008-09
                                  • Figura 28: Novos produtos com menos/livre de gordura e sódio no brasil, 2008-10
                                    • Figura 28: Novos produtos com menos/livre de gordura e sódio no brasil, 2008-10
                                    • Figura 29: Consumidores que concordam com as afirmações seguintes, por idade, Agosto de 2011
                                  • Sabores marcantes são uma alternativa atraente para o sal
                                    • PepsiCo muda o foco para óleo de girassol
                                      • Gordura saturada permanece como a grande barreira da indústria
                                        • Figura 30: Lançamentos de novos snacks salgados, por tipo de óleo, 2008-11
                                      • O apelo “livre de colesterol” incrementa vendas no setor de amendoins
                                        • Figura 31: Lançamentos de amendoins/amêndoas livres de colesterol, 2008-10
                                      • O que isto significa?
                                      • Responsabilidade Social Corporativa Impulsiona o Crescimento da Categoria

                                        • Questões analisadas
                                          • Apelos solidários são importantes para os consumidores
                                            • Figura 32: Lançamentos com apelos éticos-solidários, 2008-10
                                          • Fortalecer a procedência dos produtos ajudando os produtores locais
                                            • Preços baixos para produtos ecologicamente corretos
                                              • Figura 33: Lançamentos com embalagens ecológicas, 2008-10
                                            • Figura 34: pordentagem de lançamentos de amendoins/amêndoas com embalagens ecológicas, 2009-11*
                                              • Figura 34: pordentagem de lançamentos de amendoins/amêndoas com embalagens ecológicas, 2009-11*
                                            • O que isto significa?
                                            • Apêndice – Tamanhos de Mercado e Previsões

                                                • Figura 35: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15
                                                • Figura 36: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                              • Figura 37: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 37: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 38: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                              • Figura 39: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 39: Volume de vendas para batatas fritas em (000) toneladas por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 40: Valor de Vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15
                                              • Figura 41: Valor de vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 41: Valor de vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 42: Valor de vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                              • Figura 43: Valor de vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 43: Valor de vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                                • Figura 44: Valor de vendas para batatas fritas em milhões de BRL por segmentos, 2006-15 (continuação)
                                              • Figura 45: Volume de vendas por empresa para batatas fritas em (000) toneladas, 2009-10
                                                • Figura 45: Volume de vendas por empresa para batatas fritas em (000) toneladas, 2009-10
                                                • Figura 46: Valor de vendas por empresa para batatas fritas em milhões de BRL, 2009-10
                                            • Apêndice – O Consumidor

                                              • Tendências de Utilização de Batatas Fritas e Snacks Salgados
                                                • Figura 47: Frequência de adultos que consomem batatas fritas e snacks salgados por demografia, Agosto 2011
                                                • Figura 48: Frequência de crianças consumidoras de batatas fritas e snacks salgados por demografia, Agosto 2011
                                              • Utilização por tipo
                                                • Figura 49: Tipos de batatas fritas e snacks salgados comprados, por demografia, Agosto 2011
                                                • Figura 50: Tipos de batatas fritas e snacks salgados comprados, por demografia, Agosto 2011
                                              • Figura 51: Tipos de batatas fritas e snacks salgados comprados vs. frequência de consumo, Agosto 2011
                                                • Figura 51: Tipos de batatas fritas e snacks salgados comprados vs. frequência de consumo, Agosto 2011
                                              • Local de compra
                                                • Figura 52: Local habitual de compra para batatas fritas e snacks salgados por demografia, Agosto 2011
                                                • Figura 53: Local habitual de compra para batatas fritas e snacks salgados vs. frequência de consumo, Agosto 2011
                                              • Ocasião
                                                • Figura 54: Ocasiões de consumo para batatas fritas e snacks salgados por demografia, Agosto 2011
                                                • Figura 55: Ocasiões de consume para batatas fritas e snacks salgados vs. frequência de consumo, Agosto 2011
                                              • Figura 56: Tipos de batatas fritas e snacks salgados vs. ocasiões de consume, Agosto 2011
                                                • Figura 56: Tipos de batatas fritas e snacks salgados vs. ocasiões de consume, Agosto 2011
                                              • Atitudes em relação a batatas fritas e snacks salgados
                                                • Figura 57: Acordo com o pela demografia, Agosto 2011
                                            • Apêndice – Dados do GNPD

                                              • Lançamentos De Novos Produtos Em Batatas Fritas E Snacks Salgados
                                                • Figura 58: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por subcategoria, 2008-11*
                                                • Figura 59: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por tipo de lançamento, 2008-11*
                                                • Figura 60: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por posicionamentos, 2008-11*
                                              • Figura 61: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por categoria de posicionamento, 2008-11*
                                                • Figura 61: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por categoria de posicionamento, 2008-11*
                                                • Figura 62: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por sabores, 2008-11*
                                              • Figura 63: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por empresa, 2008-11*
                                                • Figura 63: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por empresa, 2008-11*
                                                • Figura 64: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por tamanho de embalagem, 2008-11*
                                              • Figura 65: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por produtos de marca vs. marcas próprias, 2008-11*
                                                • Figura 65: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por produtos de marca vs. marcas próprias, 2008-11*
                                                • Figura 66: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por produtos de marca e subcategoria, , 2008-11*
                                              • Figura 67: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por produtos de marca, 2008-11*
                                                • Figura 67: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por produtos de marca, 2008-11*
                                                • Figura 68: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por marcas próprias, 2008-11*
                                              • Figura 69: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por marcas próprias, 2008-11*
                                                • Figura 69: Lançamentos de novos produtos na categoria de batatas fritas e snacks salgados, por marcas próprias, 2008-11*
                                            • Apêndice – Dados Demográficos

                                                • Figura 70: Brasil população, por idade e sexo, 2010
                                                • Figura 71: População por PIB e sexo, 2010
                                            • Empresas e Marcas

                                              About the report

                                              This report will give you a complete 360-degree view of your market. Not only is it rooted in robust proprietary and high-quality third-party data, but our industry experts put that data into context and you’ll quickly understand:

                                              • The Consumer

                                                What They Want. Why They Want It.

                                              • The Competitors

                                                Who’s Winning. How To Stay Ahead.

                                              • The Market

                                                Size, Segments, Shares And Forecasts: How It All Adds Up.

                                              • The Innovations

                                                New Ideas. New Products. New Potential.

                                              • The Opportunities

                                                Where The White Space Is. How To Make It Yours.

                                              • The Trends

                                                What’s Shaping Demand – Today And Tomorrow.

                                              Please Note: This is a sample report. All of the figures, graphs, and tables have been redacted.

                                              Trusted by companies. Big and small.

                                              • bell
                                              • boots
                                              • google
                                              • samsung
                                              • allianz
                                              • kelloggs
                                              • walgreens
                                              • redbull
                                              • unilever
                                              • Harvard
                                              • pinterest
                                              • new-york-time